Servidores são orientados quanto ao manuseio de perfuratrizes em Rondônia; dez poços já foram executados em Vilhena

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), vem dando continuidade ao plano de perfuração de poços tubulares profundos para atender produtores de todo o Estado. A segunda etapa acontece em Vilhena, onde equipes e técnicos repassam instruções para servidores dos demais municípios que foram contemplados com as perfuratrizes.

Na última sexta-feira (18), o geólogo da Seagri, Cleudson Eduardo de Sousa, esteve juntamente com a equipe regional acompanhando a perfuração de mais um poço tubular na zona rural de Vilhena. Essa foi a última perfuração da primeira etapa na região e contou com a presença de colaboradores dos demais municípios que foram contemplados com as perfuratrizes, sendo Guajará-Mirim, Itapuã do Oeste, Cujubim, Theobroma, Candeias do Jamari e Porto Velho. “A Seagri trouxe esses servidores para acompanharem a operação dos equipamentos para terem uma introdução e pequena capacitação de como será o funcionamento nos municípios deles”, explicou Sousa.

O geólogo vem realizando esse acompanhamento para sanar as dúvidas dos colaboradores de cada município e também dos produtores, ofertando as orientações sobre a importância de um poço construído dentro das normas e que não interfira na qualidade da água. Além do suporte técnico, Souza também norteia sobre os trâmites da documentação por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam). As perfuratrizes estão em Ji-Paraná e serão destinadas na próxima semana para os demais municípios, que devem atender os produtores da região.

Nesta segunda-feira (21), Sousa visita as dez propriedades que já estão com os poços prontos, realizando os testes de bombeamento para dar como concluído o serviço e solicitar as outorgas d’água. A outorga é um ato administrativo que faculta o direito de uso de recursos hídricos. Tal uso terá prazo determinado, nos termos e nas condições expressas no respectivo ato.

Para o produtor rural, Benedito Gonçalves da Silva, a ação vai contribuir com o sistema de irrigação. “Isso vai ajudar muito, porque eu trabalho com gado leiteiro e preciso irrigar as pastagens para aumentar a produtividade. Já fomos atendidos e ainda tem mais demandas na Associação. Se Deus quiser, todos os demais produtores serão atendidos”.

Adquiridas por meio de convênio, entre o Governo de Rondônia e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), as perfuratrizes vão atender os produtores da Agricultura Familiar em busca de contribuir com a produção local, principalmente às famílias que trabalham com produção leiteira e utilizam métodos de pastagem.

Em Vilhena, cerca de 200 famílias devem ser beneficiadas. A prefeitura informa que o produtor deve cumprir todas as exigências solicitadas pela Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), e a aprovação varia de acordo com a análise do geólogo que verificará as condições e licenciamento ambiental, além de dar prioridade a famílias que estejam cadastradas nos Programas “Balde Cheio” ou “Plante Mais”, voltados às famílias do campo.

 

Perfuratrizes vão atender os produtores da Agricultura Familiar em busca de contribuir com a produção local

            Testes de bombeamento são realizados para solicitação de outorga d’água