Caso Lázaro: Serial Killer usava casaco da Polícia Militar do DF como disfarce; veja fotos

Morto na manhã desta segunda-feira (28), o foragido também vestia uma camisa camuflada do Exército Brasileiro

O fugitivo Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, usava um agasalho da Polícia Militar do Distrito Federal no momento em que foi morto por agentes da força-tarefa montada para capturá-lo, na manhã desta segunda-feira (28). Imagens do principal suspeito de quatro homicídios em Ceilândia, cometidos no começo do mês, também mostram que ele vestia uma camisa camuflada do Exército Brasileiro.

Lázaro já havia sido filmado com agasalho da PRF na véspera de sua morte, em Águas Lindas de Goiás, próximo ao local onde a polícia montou um cerco para capturá-lo. Nesta segunda-feira, os vídeos dos policiais a carregar o corpo de Lázaro mostram o suspeito com a mesma vestimenta. Por baixo do casaco, é possível ver a roupa com estampa camuflada.

Em nota, a PMDF informou que “esse agasalho não faz mais parte do uniforme da Corporação desde 2013. Somente a investigação de toda situação poderá informar como o agasalho chegou a posse do criminoso”.

Lázaro foi morto pela polícia nesta segunda-feira, depois de mais um confronto com agentes que integram a força-tarefa criada para procurá-lo. Após ser baleado, ele chegou a ser encaminhado para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos. A troca de tiros foi em Itamaracá, em Águas Lindas de Goiás, região onde o criminoso estava sendo procurado desde a noite de domingo.

Fonte:OGlobo