Auxílio emergencial para compra de gás de cozinha, anuncia GDF

Benefício emergencial, solicitado por Rafael Prudente, será incluso em auxílio emergencial pago pelo GDF durante a pandemia de Covid-19

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou que vai oferecer um auxílio emergencial à população carente para a compra do gás de cozinha durante a pandemia de Covid-19. A ideia é apoiar 40 mil famílias.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) comentou a ideia em reunião na Federação do Comércio de Bens e Serviços do DF (Fecomércio-DF), nesta quinta-feira (24/6). O emedebista não citou o valor do socorro.

“Criamos o Cartão Prato Cheio, aliamos a ele (o programa) Pão e Leite E agora vamos lançar o cartão Vale Gás. Porque o gás ficou muito caro. Não adianta botar comida, se não tiver como cozinhar”, pontuou Ibaneis.

A ação do GDF é resposta a um pedido d0 presidente da Câmara Legislativa do DF (CLDF), deputado distrital Rafael Prudente (MDB). O parlamentar sugeriu a criação de auxílio emergencial no valor de R$ 100.

O parlamentar enviou para o GDF indicação com a sugestão nesta quinta-feira (24/6). A ideia é inserir o socorro no auxílio emergencial pago à população castigada durante a crise sanitária.

Combate contra a pobreza

“O gás de cozinha tem pesado muito no bolso das famílias, principalmente nas que vivem em situação de pobreza, onde precisam escolher entre comprar o botijão de gás ou alimentos necessários para sobrevivência”, pontuou Prudente, em nota pública.

Segundo o parlamentar, a proposta é reforçar a segurança alimentar das famílias vulneráveis, que tem sido motivo de preocupação após a crise social e econômica durante a crise sanitária.

A Petrobras vem fazendo sucessivos aumentos no preço do produto. No DF, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o botijão de 13 kg é comercializado com um preço médio de R$ 74,42, variando entre R$ 69,99 a R$ 93.

PUBLICIDADE